terça-feira, 13 de outubro de 2009

Filme Matadores de Vampiras Lésbicas

Matadores de Vampiras Lésbicas! - "Vampiras lésbicas que adoram ficar seminuas e atacar habitantes de uma vila rural no País de Gales. Essa é a premissa básica de Lesbian Vampire Killers, ou Matadores de Vampiras Lésbicas, novo filme do diretor britânico Phil Claydon, que, ao contrário de gerar repulsa entre os conservadores no Reino Unido, virou um projeto cult, admirado por nerds e cinéfilos!"

3 comentários:

  1. Fugindo um pouco do assunto

    Gente, esta em votação no senado a um bom tempo a PLC 122/06, um projeto de lei que faz com que a homofobia seja um crime no Brasil.
    No site do senado criaram uma enquete para saber a opinião de todos sobre isso, então só venho pedir a vocês que votem e se possivel divulguem.

    Aqui a enquete : http://www.senado.gov.br/agencia/default.aspx?mob=0

    A pergunta é:
    Você é favorável à aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que torna crime o preconceito contra homossexuais?

    Votem em:
    Sim

    Só isso!

    ResponderExcluir
  2. Assim..., fiquei abismada diante de feitura e divulgação de uma "obra" como essa. As palavras que me restam são: Como ainda fazem um filme desse tipo?!? Por que a pouca repercussão do caráter absurdo e EXTREMAMENTE incitador ao preconceito desse filme? Segundo uma pesquisa de que uma organização do governo, cujo nome não me lembro, no Brasil, por ano, 100 pessoas são assassinadas pelo simples fato de serem homossexuais. É óbvio que os donos do cinema devem estar achando baixa a cifra. ¬¬

    Alguém poderia protestar: "Ah, é por acaso que as vampiras (assassinadas) são lésbicas". Eu discordaria. Esse não é um filme com uma temática como outra qualquer. As vampiras são assassinadas PORQUE são mulheres e lésbicas. Se não, me digam, haveria "público" para assistir um filme "Assassinos de Vampiras (e só)"? Haveria sim, mas menor do que o atraído por tão preconceituoso título como é o original. Affff. Preconceito como isca para dinheiro. Dinheiro de quem?...

    E, desconsiderando a questão econômica ainda, olha o CUSTO SOCIAL da exibição de uma barbaridade como essa! Creio que deveria o estado nesse caso intervir e barrar a exibição do filme. Por incitação ao preconceito e à violência. Censura? Não. Proteção dos direitos civis de TODOS os cidadãos, inclusive, das lésbicas. Os diretores têm o direito de expressar o que quiserem em seus filmes, desde que não prejudiquem a sociedade. E nesse caso, há claramente um prejuízo. A deseducação do povo, no mínimo. Sabemos que a Educação é a única solução final... Mas até todos estarem educados, meu voto é pra barrar filmes com "argumentos" como o desse.

    Olha só, pra verificar o absurdo da situação, o quão desmesurado é o filme em sua incitação ao preconceito, basta colocarmos no lugar das lésbicas uma outra minoria social. E se o filme fosse: "Assassinos de Vampiras Judias"? Ou, "Assassinos de Vampiras Indígenas"? Haveria o mesmo silêncio em torno de seu lançamento e exibição? Invertendo as figuras do jogo do poder também consegue-se um efeito de estranhamento esclarecedor... "Assassinos de Vampiras Heterossexuais". Teria algum noção isso? Tem alguma???

    ResponderExcluir
  3. Olá Fabrício! Eu gostaria que vc me indicasse literaturas sobre a homossexualidade feminina, pois vejo mtas sobre a masculina, mas é mto pobre para a feminia. Vc tem alguma dica??? Bjks e obrigada!

    ResponderExcluir