terça-feira, 23 de junho de 2015

Debate: ditadura e homossexualidades com Renan Quinalha, Maria Rita Kehl e Edson Teles

O Cedem, Centro de Documentação e Memória da Unesp, promove no dia 30 de junho de 2015, às 19h, o debate sobre o livro "Ditadura e homossexualidades: repressão, resistência e a busca da verdade", organizado por James M.Green e Renan Quinalha (EdUFSCar, 2014).



Debate sobre ditadura e homossexualidades reúne Renan Quinalha, Maria Rita Kehl e Edson Teles O objetivo central do livro é contribuir para uma análise interdisciplinar das relações entre a ditadura brasileira (1964 - 1985) e as várias formas de homossexualidades, hoje mais apuradas na sigla LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e trangêneros). Em especial, pretende-se discutir de que maneiras a ditadura dificultou tanto os modos de vida de gays, lésbicas e pessoas trans quanto a afirmação do movimento LGBT no Brasil durante os anos 60, 70 e 80.


A homossexualidade constituía, segundo a própria visão oficial do governo, uma ameaça subversiva ao regime autoritário. O anticomunismo se articulava com valores morais conservadores na produção de políticas repressivas de Estado contra pessoas LGBT, pelos riscos que estas representavam à “família”, à “moral” e aos “bons costumes”.


Dessa forma, a obra se inscreve nesse contexto mais amplo da luta por verdade, justiça e reparação em relação aos crimes praticados durante a ditadura brasileira, conferindo visibilidade e o devido reconhecimento para as experiências de vida dos homossexuais e para a atuação do movimento LGBT durante essa época histórica.



Expositor


Renan QuinalhaRenan Quinalha – Doutorando em Relação Internacionais, mestre em Teoria Geral e Filosofia do Direito, graduando em Ciências Sociais, todos pela USP. Advogado e membro da Diretoria do IDEJUST (Grupo de Estudos sobre Internacionalização do Direito e Justiça de Transição). Assessor da Comissão Estadual da Verdade de São Paulo "Rubens Paiva".



Debatedores


Maria Rita Kehl – Graduada em psicologia pela USP, é psicanalista, ensaísta, crítica literária, poetisa, cronista e foi membro da Comissão Nacional da Verdade. Em 2010, foi vencedora do Prêmio Jabuti de Literatura na categoria “Educação, Psicologia e Psicanálise” com o livro “O Tempo e o Cão”.


Edson Teles - Professor da Unifesp, possui graduação e licenciatura em filosofia, mestrado e doutorado em filosofia política, todos pela USP. Organizou, com Cecília MacDowell e Janaína Teles o livro “Desarquivando a ditadura” (Hucitec 2009) e, com Vladimir Safatle, “O que resta da ditadura” (Boitempo 2010). É ativista da Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos da Ditadura.



Mediador


Oscar D´Ambrósio - Doutor em Educação, Artes e História da Cultura e Mestre em Artes Visuais. Jornalista e assessor-chefe da Assessoria de Comunicação e Imprensa da Reitoria da Unesp.


Debate  "Ditadura e homossexualidades: repressão, resistência e a busca da verdade"
Data: terça-feira, 30/06/15, às 19h
Duração: 2h30
Local: Praça da Sé, 108 – 7º andar (metrô Sé) (11) 3116–1701 - São Paulo / SP
Inscrições gratuitas - enviar nome completo, e-mail e instituição para: Sandra Santos (organização e produção): ssantos@cedem.unesp.br



Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.





Nenhum comentário:

Postar um comentário