quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Gay Casado. Projeto é sucesso nas redes sociais!

gaycasado


Na contramão do Estatuto da Família que não quer reconhecer a união homoafetiva, o blog Gay Casado traz, com leveza e humor, assuntos como direitos civis e dicas para uma vida feliz numa sociedade ainda preconceituosa.  


O site Gay Casado (www.gaycasado.com.br) de Marcelo Morales, 32 anos, nasceu com formato de blog e se expandiu por várias redes sociais.  A ideia surgiu durante a sua mudança de estado. Ao se casar com Eduardo Gonzaga, decidiram migrar do Paraná, onde nasceram, para a Paraíba. Na bagagem o sonho de construir uma vida em comum descobrindo novas paisagens.


No Gay Casado, Marcelo tem como objetivo demonstrar que uma relação a dois, uma vida em comum, não difere em nada de uma relação heterossexual. “Não é porque a pessoa é gay que é promíscua. Assim como eu, muitos querem apenas encontrar o amor e construir uma família. Algo humanamente simples, básico e comum”, diz.




[caption id="attachment_3393" align="aligncenter" width="368"]Gay Casado: projeto é sucesso nas redes sociais Marcelo Morales, do blog Gay Casado, com leveza e humor, trata de assuntos como direitos civis e dicas para uma vida feliz numa sociedade ainda preconceituosa.[/caption]

Marcelo já trabalha com Internet e redes sociais há mais de 10 anos e continua a exercer a atividade em João Pessoa, sua nova cidade. Com o Gay Casado, ele criou um canal de diálogo e está construindo novas relações sociais. No projeto editorial “tem babados, comportamento, dicas e até receitas… bem gay, bem casado”, com pitadas de humor e gifs animados, mas tem também textos sobre cidadania – como os que abordam direitos civis, como os que falam de casamento gay e Estatuto da Família.




“No Brasil, embora a lei garanta a União Civil desde 2011 em cartórios, ainda não há o reconhecimento do casamento na Constituição, nem a adoção de filhos sem solicitação de autorização à Justiça. Além disso, a bancada conservadora do Congresso quer tirar o direito de relações homoafetivas serem consideradas como familia. E ainda é proibido os gays doarem sangue caso tenham tido relações sexuais no período de 12 meses, o que não acontece com héteros, por exemplo.  É preciso se posicionar e defender nossos direitos”, comenta.



A demanda de mensagens pedindo conselhos e opiniões tem sido grande. Por isso, Marcelo acelerou o lançamento do canal Gay Casado no Youtube. Ele criou o quadro “Divã das Gays” que dá dicas de comportamento a jovens ainda em processo de descobertas, relutantes em sua orientação sexual, sobretudo em sua afirmação diante de seus amigos e familia. A vivência de Marcelo ajuda.




“No passado, não fui assumido em um relacionamento gay. Antes de me casar, eu vivi uma história por sete anos sem nunca ter tido uma vida social plena”, compartilha.




Em breve, Marcelo entra na nova fase do projeto Gay Casado e lançará um e-commerce que vai reunir produtos relacionados ao universo gay. Ainda está na fase de pesquisa de fornecedores. Ao que tudo indica, vai precisar acelerar também.



“Eu nunca pensei que pudesse viver de blog, mas o projeto tem me absorvido bastante. A ideia é poder monetizar a produção de conteúdo, assim poderei me dedicar mais ao blog que pode até virar portal”, completa.

Conheça mais sobre o projeto Gay Casado:

Blog: www.gaycasado.com.br
Fan page: https://www.facebook.com/bloggaycasado
YouTube: https://goo.gl/jWJRN5
Instagram: https://instagram.com/gaycasado
Twitter: https://twitter.com/bloggaycasado

Curta nosso projeto!


Curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.

Nenhum comentário:

Postar um comentário