domingo, 15 de março de 2009

Peça de teatro GLS "O Encontro das Águas" de Sérgio Roveri estréia no Teatro Augusta

“O Encontro das Águas” é uma peça sobre o acaso e seu inegável poder de provocar mudanças na vida das pessoas, sejam elas efêmeras ou aparentemente mais duradouras. O acaso, assim como as marés, pode provocar grandes transformações.

[caption id="attachment_560" align="alignright" width="300" caption="Peça Encontro das Águas de Sérgio Roveri - Creditos Marcos Ramos"]Peça Encontro das Águas de Sérgio Roveri[/caption]

No espetáculo, dois jovens se cruzam sobre uma grande ponte. Marcelo, sensibilizado com uma tragédia pela qual se julga culpado, pensa em dar cabo da própria vida. Apolônio, um artesão misterioso, dá início a um perigoso jogo fazendo uso do sarcasmo e da poesia.

Enquanto observam as águas do rio subirem, vão aos poucos invadindo um o mundo do outro, até que não se saiba mais com necessária precisão em qual mundo eles realmente estão habitando.

O diálogo conduzido entre a rispidez e o lirismo vai definir a trajetória de cada personagem, mas somente quando a maré estiver suficientemente alta.

“O Encontro das Águas” por Sérgio Roveri
“Cinco anos após a primeira montagem, é como se um novo ciclo das marés trouxesse de volta a história de Marcelo e Apolônio, os personagens que dispõem de apenas algumas horas para mudar o rumo de suas vidas. Este retorno permite que eu volte a me cercar do talento e da inventividade do diretor Luiz Valcazaras e que tenha, também, a imensa honra de trabalhar com um profissional a quem eu admiro desde sempre, o brilhante figurinista e cenógrafo Fábio Namatame. Apolônio e Marcelo regressam agora nas vozes e nos corpos dos jovens atores Edgard Jordão e Bruno Lopes que, após uma árdua batalha, me convenceram de que estava na hora de contar esta aventura de novo.
E assim, esta pequena fábula sobre o poder do acaso, esta história simples sobre um breve encontro do qual ninguém sairá ileso, está de volta para banhar novos públicos ou, quem sabe até, alegrar aqueles que, como eu, já andavam com saudades de Apolônio e Marcelo.” (Sérgio Roveri)

O autor - Sérgio Roveri - Jornalista e dramaturgo. Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, trabalhou na Editora Abril e no Jornal da Tarde, do grupo O Estado de S. Paulo, onde foi repórter, redator e editor de Variedades.
Estreou como autor teatral em 2003, com a peça “Vozes Urbanas”, selecionada para o projeto Agora Metrópoles do Século 21. Em seguida, teve encenados os seguintes espetáculos:
O Horário de Visita, com direção de Ruy Cortez, O Encontro das Águas, com direção de Alberto Guzik, De Alma Lavada, direção de Alberto Guzik, Pelos Cotovelos, estréia na direção do comediante Marcelo Mansfield, O Eclipse, com direção de Fábio Ock, Esperando o Gordo, texto montado na cidade do Recife, com direção de Antonio Rodrigues, Abre as Asas Sobre Nós, com direção de Luiz Valcazaras, texto que lhe valeu O PRÊMIO SHELL DE MELHOR AUTOR EM 2006, Andaime, com direção de Elias Andreato, texto vencedor do PRÊMIO FUNARTE DE DRAMATURGIA NA CATEGORIA TEATRO ADULTO, O Dia das Crianças, primeiro texto infantil encenado pelo grupo Satyros, A Noite do Aquário, com direção de Sérgio Ferrara, Cidadão de Papel, adaptação para o teatro do livro de mesmo nome do jornalista Gilberto Dimenstein e A Coleira de Bóris, com o qual recebeu sua segunda indicação ao Prêmio Shell na categoria de melhor autor.
É um dos autores presentes no volume seis da Coleção Teatro Brasileiro, com a peça A Vida que eu Pedi, Adeus. É autor dos livros Um Grito Solto no Ar, biografia do ator, diretor e dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri, e Quem Quiser que Conte Outra, biografia da escritora Tatiana Belinky.
Atualmente escreve sobre teatro para o jornal Diário do Comércio, de São Paulo, Revista Bravo! e revista Época São Paulo. Atua como consultor na criação da Faculdade de Artes Cênicas do Senac.
No momento está escrevendo, a convite da Cultura Inglesa e do Brithish Council, uma peça infanto-juvenil para o projeto Conexões. O texto deverá ser encenado por oito escolas da rede de ensino da cidade de São Paulo em 2009 e, posteriormente, publicado em edição bilíngüe: inglês e português.
Teve quatro de suas peças, O Andaime, O Encontro das Águas, O Funil do Brasil e Abre as Asas Sobre Nós, publicadas pela Imprensa Oficial do Estado no volume O Teatro de Sérgio Roveri.

O Diretor - Luiz Valcazaras - A partir de 1980 (Itapeva/ SP) iniciou sua pesquisa nas diversas linhas de teatro, chegando a São Paulo (1982) freqüentou vários cursos na área de interpretação até se profissionalizar.
Em 1990 é convidado para trabalhar na USP, como diretor do grupo de teatro universitário ligado ao TUSP, motivado por essa experiência passa a se dedicar à fomentação do teatro universitário.
Dentro deste trabalho recebe vários prêmios pelas montagens que dirigiu.
Em 94 trabalha como Coordenador da “Oficina Cultural Mazzaropi” e funda o N.I.Te. (Núcleo de Investigação Teatral), processo que utiliza o ator como um “Contador de Imagens”.
A partir da pesquisa sobre o universo da psiquiatra Nise da Silveira escreve e dirige o espetáculo “Anjo Duro”. A atriz Berta Zemel recebeu o prêmio de melhor atriz pela A.P.C.A. e foi indicada ao prêmio Shell. Com este trabalho participou de festivais (Festival de Curitiba, Recife, Porto Alegre, FILO – Londrina) e ficou três anos em cartaz. “Dança Lenta no Local do Crime” teve indicação ao prêmio Shell-melhor ator/2005 “Abre As Asas Sobre Nós” de Sérgio Roveri Recebeu o Shell de melhor texto/2006.
Luiz Valcazaras vem ministrando palestras e workshops sobre o processo de criação do N.I.Te. em várias cidades do Brasil. Convidado, coordenou a implantação deste trabalho com o grupo “ BocadeBaco” na Usina Cultural de Londrina e dirigiu o Grupo “Criando a Liberdade” no espetáculo “Então é assim!”
“Assovio” de sua autoria que esteve no Sesc/Consolação é seu mais recente trabalho.

Os atores
Bruno Lopes - Formado no Teatro Escola Macunaíma desde 2000, se dedica ao estudo das artes dramáticas, cinematográfi¬cas e televisivas. Fez cursos de aprimoramento com pessoas reconhecidas do nosso meio, tais como: Fernando Leal, Luciano Sabino, Wolf Maya, Rosanne Bonaparte além da polêmica, Fátima Toledo.
Seus últimos trabalhos foram: Em 2007, novela “Amigas e Rivais” do SBT; os curtas-metragens, “Conto do Amor”, direção de Gabriel Almeida e “Livros e Paetês”, direção de Daniel Tupinambá.
Atualmente em cartaz com dois espetáculos: o musical “Cinderella”, com texto de José Wilker e direção de Eduardo Martini, seguindo sua turnê pelo Brasil e “Proibido para Maiores”, com texto de Moisés Bittencourt e direção de Fernando Gomes.

Edgard Jordão - Natural de Santos, atua desde 1994. Formou-se ator pelo INDAC e já foi aluno de diversos mestres do teatro, como Carlos Alberto Sofredini, Neide Venezziano e Cacá Carvalho. Atuou em alguns espetáculos como: “Sonhos de uma Noite de Verão” e “A Bela e a Fera”, musicais infantis dirigidos por Orleyd Faya; “O Menino Que Desejava Voar” e “Romeu e Julieta”, ambos sob a direção de Ricardo Vasconcelos; “As Três Irmãs”, clássico de Tchecov, com direção de Francisco Lopes; entre outros. Foi também o assistente de direção e produtor do espetáculo “A Herança do Sr. Hitchoque”, de Denise Araceli e o assessor de imprensa de “Salomé”. Seus últimos trabalhos de destaque são: “Balada de um Palhaço”, de Plínio Marcos, com direção de Tanah Corrêa; “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector, sob direção de Naum Alves de Souza; “Carro de Paulista” de Mario Viana e Alessandro Marson, com direção de Jairo Matos e atualmente em cartaz com o musical “Cinderella” de José Wilker, com direção de Eduardo Martini.

Cenografia e figurinos - Fabio Namatame - Formado em Publicidade e Artes Plásticas (FAAP-1981) realiza trabalhos de direção de arte, cenário, figurino para teatro, ópera, publicidade, cinema e TV.
Como ator - CAMARIM / MORANGOS MOFADOS / O GUARANI / PÁSSARO DO POENTE / CINDERELA CHINESA / CASA ELOGIO - Programas infantis - Revistinha - Ra-tim-bum TV Cultura (SP) / Cinema - As Mil e Uma direção de Suzana Moraes
Cenógrafo e Figurinista - MORANGOS MOFADOS / O GUARANI / CASA / SEXO DOS ANJOS / NÃO TENHA MEDO DE VIRGINIA WOLF / HIPERBOREA / CORPO SUTIL / PIERROT / CIÚME / BACALHAU E VINHO / QUIXOTE / OSCAR WILDE / MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS / A LISTA DE AILCE / DESMEDÉIA / ELE É FOGO / APARECEU A MARGARIDA / QUIXOTE / REIS DO IMPROVISO / HARMONIA EM NEGRO / INTIMIDADE INDECENTE / A FILHA DA... / ZOO STORY / SENHORAS E SENHORES / CORAÇÃO BAZAR / TURISTAS E REFUGIADOS / AS TURCA / CIRCULO DE GIZ CAUCASIANO / MAR DE GENTE / A RESERVA / O MISTÉRIO DE IRMA VAP
Como Figurinista - MAX / TISTU O MENINO DO DEDO VERDE / COMO SE FOSSE UM CRIME / AS MIL E UMA NOITES / LAÇOS ETERNOS / SHIRLEY VALENTINE / ANGELS IN AMÉRICA / PALMAS PARA O SR. DIRETOR / CENAS DE UM CASAMENTO / MASTER CLASS / MORUS E SEU CARRASCO / VERMOUTH / PIGMALEOA / PARAISO PERDIDO / O LIVRO DE JÓ / APOCALIPSE 1;11 / JOANA DARK / FUTILIDADES PUBLICAS / HONRA / CIRANDA DOS HOMENS-CARNAVAL DOS ANIMAIS / ALÉM DA LINHA DÁGUA / FOLIAS GUANABARAS / MÃE GENTIL / HAMLET / BEIJO NO ASFALTO / ELIS BLUE ROOM / ESTRELAS DO ORINOCO / MÃO NA LUVA / SILVIA / NA MEDIDA DO POSSÍVEL / PEDRO E VANDA / O MISTÉRIO DE GIOCONDA / VIVINHA EM PRIMEIRA PESSOA / MULHERES POR UM FIO / ACHADAS E PERDIDAS / MARILIA PERA CANTA CARMEM MIRANDA / QUEM NUNCA / CAMINHOS / LOUCOS PARA AMAR / CAMINHO PARA MECA
Óperas - O GUARANI / CARMEM / MADAME BUTTERFLY / BODAS DE FIGARO / FALSTAFF / ROMEU E JULIETA / ANDREA CHENIER / PESCADOR DE PÉROLAS / A TEMPESTADE / OLGA / RIGOLLETO / MADAME BUTTER FLY
Cinema - AQUARIA direção de Flávia Morais / ONDE ANDARÁ DULCE VEIGA direção de Guilherme de Almeida Prado / EMBARQUE IMEDIATO direção de Alain Fitterman
Musicais - MY FAIR LADY e WEST SIDE STORY com direção de Jorge Takla

Ficha Técnica
Autor – Sérgio Roveri
Direção - Luiz Valcazaras
Elenco - Bruno Lopes e Edgard Jordão
Cenografia e figurinos - Fabio Namatame
Programação Visual - Casa do Vaticano
Fotos – Marcos Ramos
Assessoria de Imprensa – Sonia Kessar
Realização e Produção - Bruno Lopes e Edgard Jordão

Serviço
“O Encontro das Águas”
Gênero – Drama
Teatro Augusta (Sala Nobre) – Rua Augusta, 943 – Centro – SP
Fone (11) 3151-4141 – (Reservas garantidas até 30 minutos antes do espetáculo)
WWW.teatroaugusta.com.br
Quartas e Quintas às 21h

Estréia – 25/03/2009
Temporada – 25 de março a 14 de maio
Duração - 60 minutos / Lotação - 302 lugares
Faixa etária – a partir de 16 anos
Ingressos: R$ 30,00 / R$ 15,00 meia-entrada
Não aceita cheque / aceita cartões Mastercard, Dinners Club e RedeShop
Acesso e banheiro para portadores de necessidades especiais.
Bilheteria – quarta a domingo a partir das 15hs / Não tem estacionamento conveniado

2 comentários:

  1. Gostaria de divulgar meu espetáculo "VERÃO" que aborda a homossexualidade masculina através dos personagens EDUARDO e MAURÍCIO. A peça teve estréia na cidade de Paty do Alferes - RJ, interior do Estado do Rio, com 30.000 habitantes.
    Como posso fazer para mandar o material.
    Vamos promover a reestréia dia 10 de setembro de 2010 após a participação no Festival de Teatro Associativo do Estado do Rio de Janeiro, FETAERJ na Aldeia de Arcozelo - Paty do Alferes - RJ, obtendo o Prêmio de Melhor Sonoplastia e três indicações para texto, direção e iluminação.
    Após a segunda temporada de 2 semanas, pretendemos viajar com o espetáculo que está emocionando a platéia.
    Agradeço a atenção.

    Marcelo Basbus Mourão
    Autor e Produtor do Espetáculo

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre tentei expor de uma maneira bem conceituada a minha opinião a respeito da minha homossexualidade e que sou a favor do homossexualismo -- tanto que agora que estou no Brazil, estou pesquisando Sites que precisem de atores para abordarem em teatro temos GLS. Se souberem de algo, agradeço qualquer dica_ Iam

    ResponderExcluir